TurfeOnline.com

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Banner
Banner
Banner


Home Artigos Geral QUALIDADE DE MAIS QUE BONITA FAZ A DIFERENÇA

QUALIDADE DE MAIS QUE BONITA FAZ A DIFERENÇA

Comandada de Henderson Fernandes se

impôs no GP Onze de Julho 2020 (G.II)

A sensacional égua MAIS QUE BONITA (Fêmea, Castanha, 4 anos, do Rio Grande do Sul – Agnes Gold e Feia Que Dói por Scat Daddy), criada por seu proprietário, o Stud Eternamente Rio, confirmou seu amplo favoritismo ao triunfar na edição 2020 do importante Grande Prêmio Onze de Julho (Grupo II – R$ 24.000,00 + valor “ADDED”, de R$ 10.909,10, ao dono da vencedora) – para fêmeas de 4 anos e mais idade –, destaque maior da reunião de Domingo, dia 12, no Jockey Club Brasileiro.

Com o hábil Henderson Fernandes perfeito em seu dorso, a descendente de Agnes Gold, após permanecer em segundo no início da carreira, foi em busca do sucesso na reta de chegada. Na energia de seu piloto, MAIS QUE BONITA atingiu seu objetivo na altura dos 150 metros finais, livrando meio corpo de vantagem sobre a valente Hacienda (4.Wild Event), que custou a se entregar. Muito próxima, em terceiro, finalizou a bela Perigoosa (5.Public Purse). Olympic Dust (4.Dubai Dust) concluiu sua apresentação em quarto, deixando a experiente Gyoza (6.Agnes Gold), no complemento do marcador. Em seguida, terminaram: Linda do Iguassu, North Bound, Menina Veneno e Putz.

Carinhosamente preparada pelo mestre Luiz Esteves (CT) – também encarregado pelo preparo da vice-campeã, Hacienda –, a vitoriosa, MAIS QUE BONITA, que brilhou na esfera clássica pela sexta vez, assinalou o tempo de 2m02s70s.

FOTO: Sylvio Rondinelli – Jockey Club Brasileiro

MAIS QUE BONITA: Neta de Scat Daddy novamente mostrou

ser referência técnica da atualidade entre as fêmeas

Compartilhe

 

Haras e Studs


Publicidade

Banner
Banner
Banner

Banner
Banner