TurfeOnline.com

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Banner
Banner


Home Artigos Geral UMA CONQUISTA PARA EMOLDURAR

UMA CONQUISTA PARA EMOLDURAR

Em sensacional direção de Alex Mota, CULO E CAMICIA fatura o

GP Francisco Eduardo e Linneo Eduardo de Paula Machado 2021 (G.I)

Para encerrar com Chave de Ouro a festiva reunião de Domingo, 14 de Março, no Jockey Club Brasileiro, aconteceu a disputa do renomado Grande Prêmio Francisco Eduardo e Linneo Eduardo de Paula Machado 2021 (Grupo I – R$ 30.000,00 + valor “ADDED”, de R$ 27.272,75, ao dono do animal vencedor) – para produtos de 3 anos, sendo a Segunda Etapa da Tríplice Coroa Carioca.

Quem deixou a pista com o troféu, em atropelada eletrizante, foi o surpreendente CULO E CAMICIA (Macho, Alazão, 3 anos, do Rio Grande do Sul – Agnes Gold e Principessa Capri por Northern Afleet), criado por seu proprietário, o Stud Principessa Di Capri.

Recebendo genial direção do mestre Alex Mota – daquelas que só o bridão gaúcho é capaz de dar –, o neto de Northern Afleet, que não figurava entre os mais apostados, esteve no último posto até a entrada da reta final, quando foi levado por fora de todos. Atropelando com extrema violência na hora da verdade, CULO E CAMICIA alcançou seu objetivo pouco antes do espelho, cruzando-o com menos de 1 corpo de vantagem sobre o qualificado Uttori (3.Vettori) – até então candidato ao título de Tríplice Coroado –, que deu clara impressão de vitória, sofrendo incrível derrota. O valente Olympic Korchnoi (3.Agnes Gold), responsável por liderar boa parte da carreira, ultrapassou o espelho próximo no terceiro lugar. O também participativo Jackson Pollock (3.Kodiak Kowboy) finalizou em quarto, deixando Olympic Kremlin (3.Agnes Gold) no complemento do placar remunerado. A seguir, chegaram: Roman Holiday, Lionel The Best (favorito dos apostadores, produziu abaixo do esperado, Playa Los Ingleses, Ílion King, João da Jandinha, Indigo Guerreiro, Iron Kentucky, Imperatore Pietro, Amigomarcio e Lexus.

Carinhosamente preparado pelo talentoso Roberto Morgado Neto (CT), o vencedor, CULO E CAMICIA, que triunfou pela primeira vez na esfera clássica e logo em renomada prova de Grupo I, gastou 1m59s26s para percorrer os 2.000 metros, em pista de grama macia, do Hipódromo da Gávea.

FOTO: Sylvio Rondinelli – Jockey Club Brasileiro

O último será o primeiro: o lema do agora

ganhador de Grupo I, CULO E CAMICIA!

Compartilhe

 

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Banner
Banner